Mais um município prestes a romper com a Casan

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

cpi casan wilson

Wilson disse que renovação de contrato com a Casan foi precipitado e municípes só sairam perdendo com decisão

Xanxerê - 11/03 – “Enquanto a população xanxerense teve que engolir passivamente a renovação de um contrato, por mais 30, com uma empresa que presta um desserviço para a comunidade, outros municípios estão na contramão e rompendo o contrato com a CASAN”. A afirmação é do vereador Wilson Martins dos Santos (PSDB), ao receber a notícia de que o município de Criciúma está na eminência de romper o contrato com a Companhia de Águas e Saneamento e criando empresa pública municipal para gerenciar o abastecimento de água.
Segundo informações vindas da capital do carvão, o rompimento está se dando por uma negativa da concessionária em pagar 7% de royalties, além da redução de 40% da taxa de esgoto e a revisão das tarifas de água no prazo de até seis meses ao município de Criciúma. A empresa já teria aceitado a pagar 5% destes royalties. “Isso demonstra uma preocupação do prefeito para com a sua população. Enquanto aqui nosso prefeito não teve coragem de peitar a Casan, outros municípios estão conquistando vantagens na renovação ou até mesmo rompendo o contrato e partindo para a municipalização, onde percebem uma forma de lucrar com taxas mais em conta para a comunidade, e com recursos para melhorar o abastecimento”, declarou o vereador.
Wilson destaca que, se fosse o administrador do município, esse contrato já teria sido rompido. “Não podemos ficar refém de uma concessionária que presta um serviço de péssima qualidade. Nosso município tem capacidade de gerir o abastecimento e tem demonstrado isso com as Associações de Poços Artesianos. O que estamos fazendo é jogar o dinheiro da nossa população pelo ralo, literalmente”, finalizou o vereador.

Lido 492 vezes