Demora em vistoria da Vigilância Sanitária dificulta abertura de empresa em Xanxerê

Escrito por Dado de Oliveira
Avalie este item
(1 Voto)

WhatsApp Image 2019 12 09 at 14.39.50

Xanxerê 08/01 – Um empresário procurou o vereador Wilson Martins dos Santos (foto) afim de buscar apoio para cobrar, da administração, agilidade nas vistorias, por parte da Vigilância Sanitária, que tem travado a abertura de sua empresa.

De acordo com o empresário, em 18 de dezembro ele deu entrada na documentação para a abertura de uma nova empresa, mas por conta do recesso o processo ficou parado para dar continuidade no início de janeiro.

“Acontece que procurei o escritório de contabilidade nesta quarta-feira (08/01), para ver se já havia liberado a documentação, e fui informado que estava faltando a vistoria da Vigilância Sanitária. Segundo o que nos foi repassado, a vistoria só poderia ser liberada no próximo mês, pois a pessoa responsável, pela mesma, está de férias e não tem outra pessoa para fazer. É inadmissível um município no porte de Xanxerê ter um profissional para fazer a vistoria nas férias de outro”, disse o empresário indignado, que prefere não se identificar.

O empresário disse ainda que a demora causa um grande prejuízo.

LIBERDADE ECONÔMICA

Nas últimas sessões de dezembro o vereador Wilson Martins dos Santos apresentou uma indicação, no qual anexou a minuta de um projeto para que a administração regulamentasse a Lei de Liberdade Econômica em Xanxerê.

“Esse é um projeto que já foi adotado em outros municípios, caso recente de Chapecó, e que pode facilitar a abertura de empresas e evitar este tipo de situação. É uma afronta a quem gera emprego e arrecadação para o município de Xanxerê. Vamos cobrar da administração esta situação e agilizar a elaboração do projeto que encaminhamos a administração para que venha facilitar a abertura de novas empresas no município”, declarou o vereador Wilson Martins dos Santos.

Wilson destaca ainda que a prefeitura não pode deixar o setor sem profissionais para emitir as vistorias. “Esta vistoria é uma exigência para abertura de novas empresas. É inadmissível que um setor tão importante para o município, fique sem profissionais para liberação destas vistorias”, finalizou o vereador Wilson.

Lido 713 vezes